linguacula-juntatribo

Quem lembra desse som?

Uma das representantes campineiras do movimento JuntaTribo, festival realizado na Unicamp em meados dos anos 1990, que revolucionou o cenário do rock nacional, a banda Linguachula é uma das atrações desta quinta-feira (15) no Festival Autorock 2017, no Garage Bar. Longe da cena musical desde o final dos anos 90, o grupo volta aos palcos com novo show apresentando músicas do CD — que leva o nome da banda — lançado pela Banguela Records, selo da Warner Music Brasil em 1995. Além de músicas que marcaram a cena da época, o grupo, que divide o palco na noite desta quinta com a banda Muzzarelas, apresenta novas composições de um rock pulsante, orgânico e urbano com groove marcante e guitarras distorcidas.

Dê Ferro, guitarrista e vocalista da Linguachula, lembra que o JuntaTribo revelou bandas que se destacaram no rock nacional como Planet Hemp, Raimundos e Mundo Livre S/A, para citar algumas. “Ficamos um bom tempo com o trabalho da banda interrompido, cada um cuidando de outros projetos pessoais e musicais. Até que o Caio Ribeiro, um produtor campineiro importante no cenário musical brasileiro, que está produzindo várias bandas autorais, propôs a volta da Linguachula”, conta Dê.

Ele adianta que a banda, que atualmente tem quatro integrantes — Dê Ferro (vocal e guitarra), Bruna Bê (vocal), Guto Lui (baixo) e Edgar (bateria) —, está em estúdio gravando com Caio Ribeiro um novo álbum, com lançamento previsto para este ano.

“Nosso foco agora é no novo disco. Mas surgiu a oportunidade do Autorock e vamos aproveitar para mostrar também algumas músicas inéditas”, adianta Dê. A banda trabalha com músicas autorais, mas utiliza, além das letras próprias, poesias de Augusto dos Anjos, Charles Bukowski e Hilda Hilst. “O nosso rock tem um jeito pulsante, com muito groove e suingue”, diz Dê.

Matéria publicada no Correio Popular de Campinas:

http://correio.rac.com.br/mobile/2017/06/entretenimento/483052-quem-lembra-desse-som.html

 

0 36